sexta-feira, 26 de maio de 2017

>>> LINK DA SEMANA


Quem quer conhecer a ilha de Bali a bordo de uma Kombi brasileira?

***

>>> CARGA SEGURA


Protege adquire o milésimo chassi
Volkswagen para frota de carros-fortes
e transporte de Carga Segura


A ampliação e renovação da frota do Grupo Protege segue em plena expansão. A empresa concluiu nesse primeiro quadrimestre a aquisição de 120 veículos Volkswagen para o transporte de valores e cargas especiais. Entre as unidades, a empresa investiu num modelo inédito de cavalo-mecânico VW para o segmento de transporte de cargas. O lote também é composto por caminhões rígidos e chassis especiais para carros-fortes. Com os investimentos realizados em 2017 a Protege atingiu a marca de 1 mil chassis Volkswagen para sua frota de blindados.


“A renovação e ampliação da frota de blindados está alinhada com a nossa estratégia de equipar os nossos veículos com novas tecnologias de segurança. No caso de transporte de cargas, também identificamos a necessidade do mercado por veículos de vários tamanhos e, hoje, nossa linha conta com cinco modelos diferentes. Incluindo soluções adaptadas, com câmara resfriada, para o transporte de medicamentos”, explica Marcelo Baptista de Oliveira, presidente do Grupo Protege.

Para Roberto Cortes, presidente da MAN Latin America, o acordo representa a relação de confiança cultivada ao longo de quase uma década de negócios. “A Protege é nossa parceira de longa data. Fomos pioneiros na oferta de veículos especiais para o segmento de transporte de valores e cargas especiais. O mercado está cada vez mais exigente para nossos clientes e atuamos sempre em estreita cooperação para atender suas necessidades, desenvolvendo modelos que entregam os resultados esperados”, declara.


O investimento da Protege em 2017 concentrou-se principalmente nos chassis 8.160 CE e 9.160 CE e também incluiu o chassi 5.150, além de caminhões para cargas especiais como o Constellation 24.280 8x2. Todos os veículos adquiridos pela Protege são equipados com motores eletrônicos com soluções que atendem plenamente às normas Proconve P7, correspondente à legislação europeia Euro 5. Os veículos vêm com sistema de pós-tratamento dos gases de combustão e, desta forma, as emissões são mitigadas antes de serem lançadas ao ar.


A Protege também inovou no segmento de cargas com a aquisição sob medida do inédito modelo Constellation 25.420 8x2 Tractor. Nomeado pela empresa como Titanis, o novo caminhão chega para atender a clientes que necessitam transportar produtos de alto valor agregado em grande escala, como eletrônicos, medicamentos, cartões, entre outros. O Titanis é o maior caminhão de carga blindado do país, com capacidade para transporte de 28 pallets.

* Press Release/MAN Latin America.

>>> SUPER SNAKE


Shelby F-150 Super Snake:
um tijolo supersônico com 760 cv

A F-150 Raptor chegou no início de 2015 ostentando o título de picape mais rápida do mundo. No entanto, a Shelby mostrou que pode ir além: limitada a 150 unidades, a F-150 Super Snake entrega 300 cv a mais em relação a Raptor.


O preço, porém, também é bem maior. Enquanto a F-150 esportiva de linha parte de US$ 50.560, a Shelby não sai por menos de US$ 96.880 (R$ 317.800 em conversão direta, sem adição de impostos).


Por fora, a principal diferença em comparação a F-150 Raptor é a configuração da carroceria, com cabine dupla e caçamba estendida. Há saias laterais para direcionar o fluxo de ar e para-choques, grades, spoilers e saídas de escape exclusivos, assim como o tom de azul da lataria, sempre acompanhado das características faixas branca centrais.


A suspensão foi toda modificada pela Shelby, com maior rigidez e altura em relação ao solo reduzida. As rodas, calçadas por pneus de alta performance 305/45, são de 22 polegadas com acabamento cromado. O capô também ganha um ressalto com duas aberturas para ajudar na refrigeração do motor, enquanto a grade leva a típica cobra da Shelby.


Maiores são as alterações mecânicas. O motor V8 5.0 supercharger passa de 456 para 760 cv – o torque ainda não foi revelado, mas certamente ficará bem acima dos 70,5 mkgf da Raptor original. Para isso, a picape ganhou mudanças no compressor, coletor de admissão, filtro de ar e injeção de combustível, além de um remapeamento na atuação do acelerador. O sistema de escape Borla gera um ronco ainda mais provocante.


O câmbio continua o automático de dez marchas, enquanto a tração pode ser traseira 4×2 ou 4×4. E tudo isso com garantia de 3 anos ou 58.000 quilômetros rodados, o que vier primeiro – provavelmente a quilometragem, claro.

* Guilherme Fontana/Quatro Rodas.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

>>> PROPAGANDA


Propaganda dos furgões da Fiat em 1947.

***

>>> RENAULT TRAFIC SPACECLASS


Trafic SpaceClass é a ideia da
Renault para transporte de alto nível

A Renault lançou uma versão sofisticada e diferenciada do novo Trafic SpaceClass. Apresentado no Festival Internacional de Cinema de Cannes, em 17 de maio, a van conta com a grade cromada, para-choques pintados, logotipos SpaceClass na frente, detalhes em preto brilhante, rodas de liga leve de 17 polegadas e uma exclusiva pintura de lançamento (Comet Grey). 


Com espaço para até 9 pessoas e com um design modular da segunda e terceira filas de assentos, o que permite mais de 50 configurações diferentes, o Trafic SpaceClass tem um "espaço de classe e conforto", como diz a Renault. 


O estofamento de couro exclusivo, as lâmpadas de leitura individuais com ar-condicionado e as janelas traseiras de cor escura são algumas das características que devem ser apreciadas pelos passageiros. , Ordenando a variante "Signature Pack", a van também pode ser transformada num escritório móvel, com um tablet central removível e bancos giratórios. Todas as versões se beneficiam de tomadas 220V e entradas USB.


Os ocupantes do banco dianteiro notarão o painel de controle redesenhado, com cromo e as inserções em preto brilhante, a abundância de compartimentos de armazenamento, volante revestido de couro e os sistemas de infotainment MediaNav Evolution ou R-Link Evo. 


A Renault vai lançar o novo Trafic SpaceClass em setembro, em mercados europeus selecionados, com preços a serem anunciados próximos a essa data.

***

quarta-feira, 17 de maio de 2017

>>> IMAGEM DA SEMANA


Caminhão Chevrolet de uso 'misto'...

***

>>> KOMBI CUSTOMIZADA


Perfeita Volkswagen Kombi picape customizada

Nascia na cidade de Wolfsburg, na Alemanha, logo após a 2ª Guerra Mundial, o projeto do que viria a ser o utilitário mais famoso e admirado em todos os tempos. Idealizada pelo holandês Ben Pon, a Kombi teve o nome derivado de “Kombinationsfahrzeug”, que em alemão significa “veículo combinado”.


O principal objetivo do projeto era aliar o conjunto mecânico do Volkswagen Fusca a um veículo prático e versátil, que servisse ao transporte de cargas e ao lazer. Com carroceria monobloco, suspensão reforçada e mecânica composta pelo motor 1.100 de 25 cv refrigerado a ar, a Kombi começava a ser produzida na Alemanha em 1949. No Brasil a Kombi chegou apenas em 1953, montada pela Brasmotor e somente em junho de 1957 que ela começava a ser produzida aqui. O utilitário foi o primeiro veículo fabricado pela Volkswagen do Brasil na planta de São Bernardo do Campo (SP) e que esteve por mais tempo em produção pela marca alemã.


Conhecida nos quatro cantos do mundo, recentemente a Kombi começou a ser cobiçada por colecionadores e entusiastas da marca VW, principalmente as edições especiais e modelos “customizados”. Fomos até o interior de São Paulo para conhecer está Volkswagen Kombi Pick-Up, ano 1975 recém restaurada e customizada com muito requinte. Foram meses de preparação e dedicação no projeto para ficar ao gosto do proprietário.


Por fora a Kombi ganhou diversas novidades, como as rodas importadas da marca EMPI aro 15’ cromadas e pneus nas medidas 190/50. Os para-choques também foram cromados para combinar com as maçanetas, espelhos retrovisores e os frisos da moldura dos vidros. Outro acessório interessante é o pára-brisa no estilo “Safári”, permitindo a abertura do vidro e dessa forma a captação do vento para os ocupantes, ideal para aqueles dias mais quentes.


A parte interna conta com modificações na tapeçaria. Os novos bancos com borda em couro no tom marrom e tecido central em xadrez, tendo também este mesmo acabamento nas laterais de portas e no forro de teto. Vale destacar o clássico volante cromado com desenho exclusivo feito pela empresa Lenker/Rossetti.


Quanto à mecânica, pequenos ajustes foram realizados. O motor 1.500 recebeu um novo kit de carburador da marca italiana Dellorto 40 e o escapamento foi refeito em aço inox, ganhando um novo ronco mais grosso. Para melhorar a dirigibilidade, os freios tiveram um “upgrade”, passando ser a disco nas quatro rodas e a suspensão foi rebaixada até um ponto que não afetasse no conforto de dirigir. Com todas estas alterações realizadas não resta dúvida que este exemplar chama atenção por onde desfila, atraindo a curiosidade das pessoas.

* Fernando A. De Gennaro/WM1.