sexta-feira, 14 de setembro de 2018

>>> LINK DA SEMANA


Matéria interessante publicada por Aurélio Alonso no Jornal da Cidade (Bauru/SP). Destaque para a oficina especializada na restauração e venda de Kombis...

***

>>> TRACKER MIDNIGHT


Tracker Midnight aposta
em visual marcante e na
ascensão da cor preta

A Chevrolet está expandindo no Brasil a oferta de produtos com a grife Midnight. Depois da picape S10, é a vez do SUV urbano da marca ganhar o estilo “todo preto” que deixa o veículo com aspecto mais esportivo e provocador, típico de carros customizados.


O Tracker Midnight é caracterizado externamente pela carroceria na cor metálica Preto Ouro Negro – incluindo as maçanetas e o friso da tampa traseira. Vem com faróis com máscara negra com assinatura em LED e com rodas de alumínio aro 18 escurecidas. O desenho da roda é exclusivo da série. O modelo traz ainda a gravata Chevrolet com fundo preto em vez do tradicional dourado, além do nome da edição grafado na base da tampa do porta-malas.

Na cabine, a cor predominante é igualmente escura, encontrada no revestimento premium dos bancos, volante, portas e painel. Já detalhes do console central e das molduras do ar-condicionado e do multimídia são em tom brilhante.

As linhas atléticas do Tracker são reforçadas pela roupagem Midnight, que mescla intencionalmente diferentes tons de preto para criar um visual ao mesmo tempo monocromático e dinâmico.

“O Tracker Midnight diferencia-se por seu acabamento customizado, pensado para atender expectativas de um consumidor que busca um grau ainda maior de diferenciação dentro do segmento dos SUVs”, pontua Rodrigo Fioco, diertor de Marketing de produto da Chevrolet.

O Tracker Midnight tem como base os equipamentos da configuração Premier e conta com itens valorizados pelo consumidor da categoria, como controle eletrônico de estabilidade e de tração, assistente de partida em rampa, sensor de ponto cego e câmera de ré com alerta de movimentação traseira.

Ignição por botão, destravamento das portas por chave presencial, ar-condicionado, sistema Isofix para fixação de cadeirinha infantil, sistema de som com 6 alto-falantes com tweeter, além de retrovisores elétricos, travas e vidros com comandos remotos e computador de bordo com indicador da vida útil do óleo em percentual aparecem também como item de série.

Veja outras tecnologias relevantes da versão:

Lanternas com LED
Regulagem de altura dos faróis
Sensor de estacionamento traseiro
Banco do motorista com regulagem elétrica lombar e descansa braço
Banco dianteiro do passageiro com encosto rebatível
Descansa braço traseiro com porta-copos
Porta-objetos embaixo do banco do passageiro
Porta-óculos no teto
Sombreira do motorista e passageiro com espelho e iluminação
Tapetes em carpete
Teto solar elétrico

O Tracker Midnight mantém o mesmo comportamento dinâmico e eficiente das demais configurações. Vem equipado com direção elétrica com ajuste de altura e profundidade, motor turbo Flex de até 153 cavalos com torque de 24,5 kgfm, transmissão automática de seis marchas e sistema Stop/Start, além de freios ABS com EBD, controle de velocidade de cruzeiro, telemática avançada OnStar e multimídia MyLink com Android Auto e Apple CarPlay.


A nova versão estreia em outubro nas concessionárias Chevrolet e ficará posicionada entre as configurações Premier (1.4 Turbo AT6), que oferece excepcionalmente na opção mais completa airbags laterias e de cortina, alerta de colisão frontal e aviso em caso de saída de faixa.

Cor preta e Tracker em alta

As cores branca, prata e preta encabeçam, nesta ordem, a lista de cores preferidas pelos consumidores da Chevrolet no Brasil nos últimos anos. No caso do Tracker, no entanto, a cor preta metálica é, com um quinto de participação, a segunda mais requisitada pelos clientes, seguindo uma tendência global entre SUVs.

Em relação ao Tracker, especificamente, uma das razões é o fato de a pigmentação preta que cobre a carroceria do modelo criar um efeito especial.

A tinta traz pigmentos metálicos em sua composição além de uma camada de verniz que ajudam a refletir com maior precisão a luz, evidenciando as linhas e a robustez do veículo.

O Tracker Midnight segue o conceito ‘todo preto’ para um visual mais esportivo e provocador, inspirado em tendências de customização de rua, porém executado de acordo com a excelência e o DNA do design da Chevrolet.


O propósito estratégico desta série especial é atrair um perfil adicional de consumidores ao SUV que mais cresce em volume de vendas no mercado nacional.

Os emplacamentos do Tracker praticamente triplicaram no acumulado do ano, superando 18 mil unidades até agosto, impulsionado principalmente por seus diferenciais competitivos, como o acabamento sofisticado, o motor turbo e as tecnologias de conectividade total, entre elas o sistema OnStar, com mais de 20 serviços de emergência, segurança, concierge e diagnóstico avançado.

Vale destacar que a configuração do Tracker Midnight ofertada ao mercado brasileiro é exclusiva.

* Press Release/GM do Brasil.

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

>>> PROPAGANDA


1966 Ford Econoline SuperVan Blue Cargo.

***

>>> BRASILEIROS NO IAA


Grupo Daimler mostra 
caminhões brasileiros 
no IAA 2018

A Mercedes-Benz do Brasil está representada no maior salão de veículos comerciais do mundo, o IAA 2018 de Hannover, na Alemanha, evento que estará aberto ao público até o dia 27 de setembro. Produzidos na fábrica da Empresa em São Bernardo do Campo, estado de São Paulo, o caminhão leve Accelo 815 para distribuição urbana e o semipesado Atego 1725 4x4 para operações fora de estrada estarão expostos entre vários modelos das marcas do Grupo Daimler.


“O Accelo e o Atego complementam o portfólio global da Daimler Trucks. Com base nos modelos de série, nós customizamos esses caminhões no Brasil para atender demandas específicas de regiões como África e Oriente Médio”, afirma Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina. “Para isso, contamos com larga experiência de mais de 50 anos de atendimento a países de vários continentes e também com a competência da área de Exportação e do Centro de Desenvolvimento Tecnológico, em São Bernardo, para atender cada nova demanda”.

A Mercedes-Benz do Brasil passou a contar, em maio deste ano, com seu próprio Campo de Provas no País, em Iracemápolis, no interior paulista, o que ajuda a otimizar os testes com caminhões e ônibus. “Isso nos permite simular a realidade das estradas de qualquer lugar do mundo, acelerando a entrega de soluções para os clientes da marca”, ressalta Philipp Schiemer. “Reafirmamos assim o posicionamento da Empresa como importante polo de desenvolvimento e produção de caminhões para a Daimler Trucks”. 

Mercedes-Benz customiza caminhões para exportação

O Accelo e o Atego operam com eficiência e produtividade tanto nas cidades e estradas, como em condições adversas, como vias não pavimentadas, desertos, temperaturas elevadas e topografia irregular, muito comuns em regiões como a África e o Oriente Médio. Além de reconhecer a qualidade dos produtos, os clientes locais dão muito valor à confiabilidade da marca e ao suporte de atendimento e assistência técnica que a Mercedes-Benz oferece em qualquer lugar do mundo, em parceria com os concessionários e os escritórios regionais da Daimler Trucks.


Os caminhões exportados pela Mercedes-Benz do Brasil são customizados para atender às solicitações específicas dos clientes e às legislações de cada país. Sob coordenação do Centro de Customização para Clientes (Custom Tailored Trucks – CTT), esse trabalho conta com o envolvimento de profissionais de Engenharia, Produção, Vendas, Marketing, Controlling e Peças & Serviços.

Como resultado da atuação do CTT, foram criadas, por exemplo, soluções como a aplicação de pneus largos super single 365/85 no Atego 1725 4x4, a fim de aumentar a eficiência nas operações fora de estrada no deserto. Do mesmo modo, foram produzidos caminhões com escape vertical, iluminação externa de emergência no teto da cabina (giroflex), entre-eixos mais curtos, dispositivo de proteção frontal e painel de instrumentos com idioma árabe.

A Mercedes-Benz do Brasil, em parceira com implementadores, também exporta veículos completos, como para o transporte de tropas, tanques de água e combustível, coletor de lixo e autossocorro.


O Accelo é um modelo totalmente desenvolvido no Brasil. Além disso, com as soluções customizadas do Atego, a Empresa amplia sua participação no atendimento a diversos mercados da Daimler Trucks, com motores Euro 3 ou Euro 5, conforme a necessidade do cliente e as legislações locais.

* Press Release/Mercedes-Benz do Brasil.

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

>>> IMAGEM DA SEMANA


Três modelos Jeep Willys em 1948.

***

>>> COROLLA TOURING SPORT


Toyota Corolla Touring Sport
será sucessora da Fielder com até 180 cv

Há exatos dez anos a Toyota Fielder, perua derivada do Corolla, deixava de ser produzida no Brasil. Apesar da boa receptividade do público e da crítica, a decisão se mostrou certa, uma vez que as vendas desse tipo de veículo despencaram em nosso mercado com o avanço dos SUVs compactos.


Mas na Europa esse tipo de carro ainda tem apelo, tanto que a Toyota acaba de apresentar a variante perua da nova geração do Corolla. Batizado de Corolla Touring Sport, o modelo é construído a partir da plataforma modular TNGA, a mesma do híbrido Prius. A litragem do porta-malas não foi revelada.


Entre as motorizações confirmadas, somente uma é puramente a gasolina: um 1.2 turbo de 114 cv de potência. As outras duas opções são híbridas: 1.8 de 120 cv e 2.0 de 180 cv. Não haverá opções a diesel.


A perua terá itens como o head-up display, que projeta as informações do carro no para-brisa, carregador de celular por indução, sistema de som premium JBL, ar-condicionado digital de duas zonas e central multimídia com tela flutuante. O modelo será apresentado oficialmente durante o Salão de Paris, em outubro.

* Redação/CarSale.

terça-feira, 11 de setembro de 2018

>>> PIONEIRO


Volvo faz no Brasil a primeira entrega comercial de caminhões com tecnologia autônoma do mundo

A Volvo entregou sete unidades de seu caminhão com tecnologia autônoma para o Grupo Usaçucar, de Maringá (PR). Sem abrir mão do motorista, os veículos andarão sozinhos apenas quando estiverem em áreas restritas, sem trânsito, dentro das lavouras de cana de açúcar. A altíssima precisão de direção (2,5 cm) reduz perdas por pisoteio de mudas.


Pioneira ao apresentar o caminhão modelo VM com tecnologia autônoma numa operação real no Brasil há cerca de um ano, a Volvo anuncia agora a entrega comercial das primeiras unidades do veículo. “Dissemos que esse seria o primeiro caminhão com tecnologia autônoma comercialmente viável do mercado. Agora provamos isso com a entrega de um lote de veículos já para a colheita de cana de açúcar de 2018”, afirma Wilson Lirmann, presidente do Grupo América Latina. O veículo foi desenvolvido pela área de engenharia avançada no Brasil, com apoio da matriz na Suécia. Com o negócio, a Volvo torna-se a primeira marca a fazer a entrega comercial de um caminhão com tecnologia autônoma no mundo.

Serviço de tecnologia autônoma

A tecnologia autônoma está sendo comercializada na forma de prestação de um serviço. “Podemos comparar com os serviços de TV a cabo ou internet que temos em casa. Existe um equipamento, mas não pagamos por ele e sim pelo serviço entregue”, afirma Lirmann. “Com a alta produtividade da tecnologia autônoma, os valores envolvidos são compensadores para o cliente desde a primeira safra”, afirma Bernardo Fedalto, diretor comercial de caminhões da Volvo.


“Estamos muito otimistas com essa nova tecnologia autônoma. Sem ela, a compactação de mudas impacta largamente na vida útil do canavial”, afirma Paulo Meneguetti, diretor financeiro e de suprimentos da Usaçucar, grupo proprietário da Usina Santa Terezinha, para onde os caminhões foram destinados. A cada cinco safras potenciais de cana, uma é perdida por pisoteamento das mudas pelo caminhão durante a colheita. Com a precisão de direção do Volvo VM com tecnologia autônoma é possível zerar essa perda, aproveitando todo o potencial da lavoura. “Multiplicando isso pelos 350 mil hectares cultivados pelo grupo a redução de perdas será gigante”, diz Meneguetti.

Alta precisão

O VM com tecnologia autônoma é equipado com um avançado sistema que permite a operação em modo autoguiado quando está dentro da lavoura de cana. Durante a colheita, o veículo é capaz de “visualizar” de forma virtual as linhas de plantação e seguir sozinho por elas, sem interferência direta do condutor. “A precisão de 2,5 cm é um número impossível de atingir por um motorista. Com isso, reduzimos drasticamente as perdas por pisoteamento das mudas novas, um dos maiores problemas de produtividade de nosso cliente”, afirma Alan Holzmann, diretor de planejamento estratégico de produto da Volvo na América Latina.


Para conseguir tamanha precisão, o caminhão tem um sistema de geolocalização que identifica com exatidão o caminho a ser seguido e aciona o sistema de direção. “Durante a colheita operamos 24 horas por dia, sete dias por semana. À noite temos dificuldade adicional para evitar o pisoteio. Tudo será minimizado com o caminhão de tecnologia autônoma”, afirma Meneguetti.


A nova tecnologia não elimina o papel do motorista. Ele continua responsável por conduzir o veículo até as linhas de plantação e depois para o ponto de descarga, reiniciando um novo ciclo. “Esta tecnologia não foi concebida para eliminar o motorista. Ao contrário, o ajudará em seu trabalho, aumentando a precisão, a produtividade e a segurança”, assegura Holzmann. “Funciona como num avião comercial: o piloto continua responsável pelas decolagens e pousos, além de monitorar constantemente o voo, mesmo quando o piloto automático está ativado. O motorista continua acompanhando e cuidando de tudo, mesmo quando o sistema autônomo está conduzindo sozinho”, explica.

Vanguarda


O Grupo Volvo está na vanguarda da tecnologia autônoma em veículos comerciais. Há veículos testando diferentes tipos de automação em operações reais como caminhões de mineração (Suécia) e caminhões de coleta de lixo (Inglaterra). Há também protótipos autônomos de ônibus e equipamentos de construção da marca (carregadeiras e caminhões articulados).

* Press Release/Grupo Volvo América Latina.